sábado, 31 de Outubro de 2009

Pequena introdução à Gravidez na adolescência

A gravidez na adolescência tem sérias implicações biológicas, familiares, emocionais e económicas, além das jurídico-sociais, que atingem o indivíduo isoladamente e a sociedade como um todo, limitando ou mesmo adiando as possibilidades de desenvolvimento destas jovens na sociedade. Devido às repercussões sobre a mãe e sobre o bebé, este conceito, é considerado uma gestação de alto risco pela Organização Mundial da Saúde (OMS), porém, actualmente postula-se que o risco seja mais social do que biológico.
A actividade sexual na adolescência vem-se iniciando cada vez mais precocemente, com consequências indesejáveis imediatas, como o aumento da frequência de doenças sexualmente transmissíveis (DST); e gravidez, muitas vezes também indesejável e que por isso, pode terminar em aborto. Quando a actividade sexual tem como resultante a gravidez, gera consequências tardias e a longo prazo, tanto para a adolescente como para o recém-nascido.
A adolescente poderá apresentar problemas de crescimento e desenvolvimento, emocionais e comportamentais, para além de complicações durante a gravidez e problemas de parto. Há inclusive quem considere a gravidez na adolescência como uma "complicação da actividade sexual".

Bárbara

1 comentário: